Consagrado no exterior, o conceito de Customer Experience as a Service (CXaaS) começa a ser adotado no Brasil para garantir experiências de compra impecáveis, da escolha dos produtos à entrega final O e-commerce sempre andou junto com a experiência do consumidor. Se na loja física é o cliente quem vai até o produto, no virtual são as empresas que precisam dar o passo à frente e ir até ao consumidor. E, para seduzi-lo, é preciso entregar mais do que o produto em si, é preciso agregar valor à experiência e oferecer facilidades durante toda a jornada de compra, da escolha do produto à entrega. Ou seja, priorizar a experiência do consumidor é o foco do conceito Customer Experience as a Service (CXaaS), que vem ganhando a atenção crescente das marcas no Brasil. O CXaaS é um ecossistema que oferece soluções completas de ponta a ponta durante toda a jornada do…
Quer ganhar dinheiro com produtos digitais? Aprenda mais sobre eles e como escolher um nicho de sucesso. Você sabe quais são os produtos digitais mais vendidos na internet? A resposta para essa pergunta tem relação direta com os nichos de mercado que estão em alta. Cada vez mais, os consumidores têm buscado produtos e informações por meio da internet. Assim, houve um aumento significativo na busca por produtos digitais nos últimos anos. Cursos, aulas e produtos que antes eram vendidos no ambiente offline e em mídia física, hoje já estão disponíveis em formato digital. Dessa maneira, vender infoprodutos (como os produtos digitais também são chamados) é uma ótima forma de aumentar os lucros de seu negócio. Por isso, aproveitando esse crescimento no mercado digital, separamos algumas dicas para você se inspirar. Confira! Há vários formatos em que esses infoprodutos podem ser disponibilizados. Confira, a seguir, os principais: Ebooks Os ebooks…
À medida que a covid-19 manteve os consumidores em casa em 2020, o consumo online se tornou um hábito e deve permanecer mesmo após a volta da abertura das lojas físicas. No Brasil, o e-commerce representou 11% das vendas do varejo, 75% acima dos 6% registrados antes da pandemia. O nível atual é de 7%. Os dados fazem parte do índice macroeconômico da Mastercard, SpedingPulse. “Enquanto os consumidores tiveram a necessidade de ficar em casa, seu dinheiro pôde continuar movimentando a economia local e global, graças ao e-commerce”, afirma o gerente-geral da Mastercard Brasil, Estanislau Bassols. Com um crescimento de 10% na média de lojas visitadas pelos brasileiros em 2020, a digitalização dos negócios e as vendas online foram a salvação para diversos varejistas, restaurantes e outras empresas de grande e pequeno porte. O relatório aponta que, com a formação de novos hábitos de consumo, a mudança para o digital…
Já reparou que quando você entra em supermercados de uma rede grande, normalmente as coisas estão no mesmo lugar? Isso não e coincidência. E estratégia. Ter uma loja organizada não é garantia de resultado, mas se seu cliente não consegue achar seus produtos, dificilmente vai conseguir comprar. Para isso a gente deve organizar os produtos em categorias ou departamentos. Para que as coisas fiquem mais arrumadas e de mais fácil acesso. Em nossa loja, podemos criar categorias de forma a classificar os produtos por assunto. Não há limite de produtos por categoria, mas alguns cuidados devem ser tomados: Evite categorizar demais. Uma lista de 200 categorias confunde mais do que ajuda. Tente não colocar produtos demais na categoria. E muito chato se deparar coma 500 produtos em uma categoria. Neste caso e melhor tentar mover algumas para outras. Um recurso que nossa loja tem é de aninhar categorias, ou seja,…
O mercado de comércio eletrônico da Rússia no primeiro semestre de 2019 cresceu 26% em relação ao ano anterior. Segundo informou o diário Vedomosti no último dia 02 de setembro, o valor foi de US$ 11 bilhões). O número de compras online foi de 191 milhões no período coberto pelo relatório — um recorde de 44%. Os maiores varejistas do e-commerce representaram a maior parte do crescimento. O varejista Wildberries, líder do mercado eletrônico Rússia, quase dobrou seus pedidos — fechou em 61 milhões, respondendo por quase um terço das compras online na Rússia. Os dados da própria empresa elevaram o faturamento no primeiro semestre de 2019 em US$ 1,27 bilhão). Segundo informado, foi um aumento de 79% — e deve superar os 200 bilhões de rublos (US$ 3 bilhões) em 2019. Gigantes da RússiaO Wildberries é o maior site de comércio eletrônico da Rússia e vem crescendo vertiginosamente nos…
Página 1 de 5